19/06/2017 - Atualizado em 19/06/2017
Balanço de 2016 será publicado pela Funcef somente em agosto

Fundo divulgou déficit do Novo Plano e do REB e alegou que trâmites legais precisam ser cumpridos antes da tão esperada publicação do balanço

No final da primeira semana de junho, a Funcef anunciou o fechamento do balanço de 2016, porém não divulgou nada mais além do déficit do fundo de pensão. A publicação aponta rentabilidade abaixo da meta atuarial dos planos em 2016. A meta do Novo Plano ficou em 12,37%, quando o esperado era de 12,58%. O REB, obteve 9,54%, taxa bem inferior à expectativa: 12,48%. Informações sobre o REG/Replan Saldado e Não Saldado não foram divulgadas na ocasião. As informações são importantes, mas falta a principal: o balanço 2016.

Com seis meses de atraso a Funcef traz números nada positivos aos participantes do fundo de pensão em relação à rentabilidade dos planos. A fundação afirmou ter atualizado as cotas de dezembro do REB e Novo Plano, mas os dados de janeiro a maio de 2017 serão concluídos somente no final de junho.

Quanto ao balanço, a apreensão continua entre os participantes do fundo porque a Funcef emitiu comunicado declarando que tem até o mês de agosto para publicar o balanço, segundo prazo legal. Ou seja, serão pelo menos mais dois meses de silêncio da fundação sobre o tema. Sem as informações, os partícipes do PDVE, por exemplo, não podem acompanhar a evolução das reservas e nem efetuar o resgate, como destacou a diretora de Saúde e Previdência da Fenae, Fabiana Matheus. No dia 18 de abril, a instituição enviou ofício à Funcef cobrando esclarecimentos sobre a desatualização das cotas.

Até o final de maio, a Funcef alegava depender do laudo de avaliação do FIP Florestal – fundo por meio do qual a fundação investiu na Eldorado Brasil Celulose, do Grupo JBS-  para publica o balanço 2016. Agora o discurso mudou e no comunicado a Funcef declarou que depende de “outros trâmites legais” a cumprir antes de divulgar o balanço. Opostamente ao que faz a Funcef, a Petros fundo de pensão dos empregados da Petrobras – que detém participação similar à da Funcef no FIP Florestal- divulgou os resultados de 2016 em transmissão ao vivo pela Internet, no dia 2 de junho. Desde a referida data os dados do fundo estão disponíveis para consulta dos trabalhadores.

No início de junho, o presidente Fundação, Carlos Antonio Vieira declarou à imprensa que a Funcef teve o quinto déficit consecutivo em 2016 e estimou que a conta estaria em R$ 3 bilhões. Lamentavelmente, Vieira levou as informações aos meios de comunicação, quando na realidade deveria se dirigir aos principais interessados: os participantes do fundo que, tomaram ciência da divulgação por meio da imprensa.